sábado, 3 de novembro de 2012

Produtor de água


Em plena seca, preservação ambiental garante abundância de água na propriedade de Amarildo Freitas
Produtor Amarildo, o popular Tixa, é exemplo de respeito ao meio ambiente

RIO PARDO DE MINAS – O período de estiagem já dura 10 meses neste município e em todo o Norte de Minas. Resultado: falta água até mesmo para o consumo humano na zona rural e até nas cidades. Mas, existe uma exceção. A fazenda Brejo Grande, de 92 hectares, localizada na zona rural de Rio Pardo de Minas, do produtor rural Amarildo Freitas, o popular Tixa.
A abundância de água na propriedade de Amarildo não é milagre da natureza, é simplesmente investimento em preservação ambiental. “Desde 1992, quando adquirir a fazenda, que venho executando medidas simples na preservação de uma nascente, com isso, mesmo durante essa terrível seca, tenho água de ótima qualidade, que atende, inclusive, toda a vizinhança”, relata o produtor.
Em plena seca, nascente permanece vigorosa
Para contar com a disponibilidade do precioso líquido, Amarildo trabalhou no combate das erosões, que ameaçavam a nascente, localizada no alto de uma serra, com desnível de 20 metros acima da sede. “Outra providência foi cercar toda a área da nascente, impedindo o acesso do gado e de cavalos, além de construir várias contenções manuais. Com isso, ao longo dos anos, a natureza foi regenerando e hoje tenho uma área totalmente recuperada e com fartura de água”, comemora Amarildo. “Mesmo com 10 meses sem chuver, a água continua brotando normalmente. É uma coisa impressionante!”, completou.
Em plena seca, a produção da propriedade continua normalmente, sem nenhum tipo de prejuízo. “Está provado. Só tem água quem preserva a natureza”, garante Amarildo, alertando que atualmente as pessoas estão recorrendo ao subsolo para ter água, mas estão esquecendo que, sem a água superficial o lençol freático fica comprometido. “Todo mundo pensa em abrir poço artesiano, mas o importante mesmo é preservar a água da superfície”, alerta o produtor.
Amarildo também investiu na construção de uma barragem abaixo da mineração, que sempre se encontra cheia e ainda mantém o córrego ‘Mato Preto’ perene, beneficiando toda a comunidade. “Todos usam a água em irrigações, mesmo nesse período de seca”, comemora. “Outra vantagem da preservação da natureza é o fim das erosões, que são impedidas pela arborização. Quando chove, a água penetra facilmente do solo, sem causar nenhuma erosão”, completa o exemplar produtor rural.
Mata intacta garante a preservação da água

Nenhum comentário:

Postar um comentário