Facebook

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Multinacional espanhola vai investir R$ 3,4 bilhões na produção de energia solar em Minas

Pirapora será uma das cidades beneficiadas
A Solatio Energia, multinacional espanhola, vai investir cerca de R$3,4 bilhões na produção de energia solar em Minas Gerais. A empresa vai instalar em território mineiro, quatro plantas de geração de energia fotovoltaica, uma delas em Pirapora, no Norte de Minas A Solatio é classificada como a maior usina solar da América Latina e a terceira no ranking mundial.

As outras plantas serão implantadas em Guimarânia (Alto Paranaíba), Vazante e Paracatu (Noroeste do estado). A escolha de Minas Gerais para novos projetos, segundo o presidente da empresa, Pedro Vaquer, se deve à localização das áreas, potencial de radiação solar e infraestrutura elétrica. A Solatio também já opera em outras regiões do Brasil.

De acordo com o presidente da Solatio, as quatro usinas de Minas Gerais somam 650 megawatts de potência instalada, o que representa 20% de toda a energia solar contratada pela empresa no Brasil. As plantas mineiras terão capacidade de produzir cerca de 1,5 milhão de megawatts/hora por ano de energia.

Parques solares - Os parques solares são grandes áreas de produção de energia que vendem este recurso para empresas e concessionárias como a Cemig. Eles podem ser viabilizados a partir de leilões federais ou estaduais.

Em agosto deste ano, será realizado o primeiro leilão estadual para selecionar as empresas que serão produtoras de energia suficiente para alimentar o consumo médio de 120 mil famílias. O investimento total será de mais de R$ 1 bilhão.

As regiões com mais potencial para receber o empreendimento são: Norte, Noroeste e Triângulo Mineiro, por causa da quantidade e intensidade da luz do sol. O número de parques e empresas será definido no leilão. A previsão é que os parques estejam em funcionamento até 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário