Facebook

quarta-feira, 25 de maio de 2016

“Meu filho é inocente e precisa de um advogado”

Mãe Maria Eva aposta na inocência do filho João Batista e implora por um defensor público, pois não tem dinheiro
Apuração de latrocínio gera grande repercussão em São João e familiares de um dos acusados acreditam na sua inocência e dizem que não tem dinheiro para advogado.

Causou enorme repercussão o latrocínio do idoso José Francisco de Souza, o popular Zé de Lira, de 60 anos, no último dia 03 de maio, em São João do Paraíso. E repercussão semelhante ocorreu quando a Polícia Civil, através do delegado Everson Moura, apresentou os acusados de autoria: João Batista dos Santos, de 36 anos e José Pereira dos Santos, popular Debão, de 33 anos, presos na tarde do dia 13 de maio.

Conforme Dr. Everson, foi realizada uma intensa investigação, pois o latrocínio, ocorrido em uma estrada vicinal que liga a cidade de São João do Paraíso à comunidade de São Pedro, não teve testemunhas. “Tivemos que agir rápido, pois eles estavam planejando uma fuga para a cidade de Americana, interior de São Paulo”, declarou o delegado.

Para chegar aos acusados de autoria, o delegado ouviu diversas pessoas, como vizinhos e parentes, até que conseguiu interceptar mensagens trocadas nos celulares dos suspeitos, convencendo assim o juiz da Comarca para expedir os Mandados de Prisão.

Ainda conforme as investigações, o assalto seguido de morte resultou no roubo da moto da vítima, uma Honda CG 125, cor azul, placa GXV-0930, ano 2002.

Os familiares de João Batista, um dos acusados que está preso, fez contato com a reportagem da Folha Regional e questionaram os motivos da prisão. Para os familiares, João é inocente e jamais seria capaz de cometer tal crime. “Ele é pai de dois filhos, trabalhador rural e nunca teve passagem pela polícia”, ressaltou Ana Rita Alves, ex-esposa do acusado. “Convivi 12 anos com João e tenho certeza que ele é inocente. Tem alguma coisa errada nessa história”, completou.

A mãe de João, a aposentada Maria Eva Pereira, de 67 anos, também fez contato com a reportagem e garantiu que o filho é inocente. “Ele está sendo acusado de uma coisa que não deve. A polícia tá falando que ele viu o crime, mas ele nega. Tenho certeza que ele é inocente”, disse a mãe.

Os familiares de João afirmam que ele realmente é amigo de Debão, o outro acusado; mas garantem que João não participou e não viu nada. “João passou pelo local do crime com a moto da irmã dele depois das 18 horas e o assassinato foi bem antes, mesmo assim a polícia tá acusando que ele viu o crime”, disse Ana Rita.

Os familiares também informaram que não conseguiram dinheiro para contratar um advogado para defender João. “O mais barato cobrou R$ 7 mil e nós não temos. Eu tentei fazer um empréstimo no banco, mas não teve jeito, pois já estou devendo lá”, chora a mãe Maria Eva, que clama à Justiça a designação de um defensor público.


7 comentários:

  1. infelizmente no Brasil acontece muito isso, não sei se foi ou não foi, mas no meu ponto de vista isso é um cala boca que a policia esta dando na sociedade, cadê a moto da vitima? cadê a bala do revolver? cadê a policia cientifica? cadê os peritos? o nome disso é cala a boca sociedade. esses dois indivíduos que estão presos sobre esta acusação estão pagando por serem pobres e sem informação, fico indignado quando vejo injustiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ele fosse pessoa boa ele não ia ta envolvido em outros crimes e nem ia se amigo de assassino. Que fica idgnado e as pessoas que já sofreram por causa dessa raça e vem uma pessoa dessa solta livre da prisao

      Excluir
  2. Pobres são o que eles roubaram pessoas de bem estão sendo roubada e mortas por esses vagabundos que não merece ta no meio da sociedade. Ele ja teve em outros crimes e amigo de assassino. A mãe dele protege esse vagabundo pq n foi com ela que aconteceu o que eles fizeram

    ResponderExcluir
  3. O nome disso é justiça, o juiz teve provas suficientes para dar ordem de prisão para esses delinquentes.Atirando ou não esse cara teve participação, de acordo com as investigações; a justiça vai ser feita.Ser pode não é defeito, contando que seja honesto. O que não pode acontecer é deixar malandro solto colocando em risco a vida do cidadão trabalhador.

    ResponderExcluir
  4. Com certeza esse cara e um bandido assim como os conpassa dele ele merece fica na cadeia onde e o lugar dele

    ResponderExcluir
  5. Agora o que a Polícia tem que descobri e quem que está recebendo as motos que esses bandido estão roubando. Agora a mãe desse bandido podia se coloca no lugar de quem já sofreu por causa desses bandido que não tem piedade nem de um pobre senhor indefeso e que não faz mau a ninguém. Uns vagabundo que podia ta trabalhando ao invés de roubar e matar pessoas de bens que sofrem para t as coisas. Se nao deixarem presos esses vagabundos eles vão fazer outras pessoas inocentes de vítimas. A população tem que se unir e não deixa que passe e vão porque ontem foi esse senhor e amanhã pode ser algum de nos ou da nossa família.

    ResponderExcluir
  6. Se eles ti vem ficado presos a primeira vez que eles roubaram e mataram talvez esse pobre senhor poderia esta sorrindo e ao lado de sua família. Eu espero que Deus de um bom lugar para esse senhor que não merecia te perdido a sua vida de uma forma tão cruel por que que atira pelas as costas e um covarde que tem o sangue frio. Se eles não ficarem presos eles vão fazer mais vítimas por que uma vez bandido sempre será bandido e essa mãe que esta querendo tira esse delinquente da prisão ela podia penssa na dor que a família desse pobre senhor está sentindo.

    ResponderExcluir