Facebook

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Placas irregulares colocam soleira e mata ciliar em risco

Placa instalada acima da soleira é irregular e ainda prejudica a mata ciliar
Durante o período de seca, no desespero para armazenar água, a Copasa de Taiobeiras instalou uma barreira de placa de metal acima da soleira de nível que fica localizada na propriedade do comerciante Otávio de Cássio, bem próxima da estação de captação.

No entanto, a gambiarra é totalmente ilegal, pois infringe as leis ambientais, já que a altura da soleira não pode ultrapassar o nível normal do rio. Para o período de seca, as autoridades faziam “vista grossa”, já que o desespero por água era muito grande. No entanto, o rio Pardo voltou a correr água e, mesmo assim, a Copasa mantém a placa instalada.

A infração da Copasa coloca a soleira em risco, pois o nível da água aumenta consideravelmente. “Se descer uma enchente forte é grande o risco de a soleira quebrar”, alerta Otávio de Cássio.

O aumento do volume de água também coloca a mata ciliar em risco, já que as árvores ficam submersas. “Já reclamei diversas vezes, mas o pessoal da Copasa não se importa”, lamenta Cássio.

   Há muitos anos a Copasa vem abusando do rio Pardo, inclusive com gravíssimas degradações. Sem nenhum tipo de fiscalização, a empresa faz o que quer do rio.  

Alô Ministério Público!!!

Alô Polícia Ambiental!!!

4 comentários:

  1. Que tristeza viu, esse povo loucos por dinheiro nem pensa que esta matando o rio acabando com a natureza! Nem pensa nos seus netos e bisnetos no futuro da nossa nação, só acho que já e hora de Jesus Cristo mandar o dilúvio novamente para salvar o planeta.

    ResponderExcluir
  2. Olha só, lamentável a Copasa está mandando até na barragem dos outros, já vi falar nessa barragem, e a barragem do Cássio, ele tem que registrar uma ocorrência e provar pra esse povo que ele sim cuida muito bem do rio e dá barragem.
    Isso aí Cássio dá mole não vc é um exemplo de ribeirinho.

    ResponderExcluir
  3. Isto mesmo,ele só desmata sem licenca hambiental,escava as margens do rio para fazer lagoas de criatorio para peixes ornamentais.ele preocupa mesmo.só que ele não conhece ão longo do rio os barramentos iguais da copasa e usados so para plantio.pelo visto ele quer esconder seus erros atrás dos benefícios feitos pela c opasa.

    ResponderExcluir