Facebook

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Bandeira tarifária da Cemig em janeiro é verde

Bandeira verde significa que não há acréscimo na fatura
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira tarifária de janeiro de 2017 será verde.

Dessa forma, as contas de energia dos consumidores não terão a incidência dos custos de energia proveniente de usinas termelétricas.

Segundo a Aneel, a condição hidrológica favorável determinou o acionamento de térmica com Custo Variável Unitário (CVU) abaixo de R$ 211,28 por megawatt-hora (R$/MWh). O valor da térmica acionada ficou em 128,65 R$/MWh e possibilitou a manutenção da bandeira verde, sem custo para todos os consumidores de energia elétrica.

Apesar da boa notícia, a população deve continuar economizando energia, pois a manutenção da bandeira verde representa um alívio para o bolso da população e para o sistema elétrico.

Entenda as bandeiras tarifárias - Em vigor desde 1º de janeiro de 2015, o sistema de bandeiras tarifárias foi criado pelo Governo Federal para sinalizar se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de energia, para os quatro subsistemas do Sistema Interligado Nacional (SIN).

São três os tipos de bandeiras: verde, amarela e vermelha, sendo que cada uma delas representa um valor que será cobrado na fatura de energia, e que podem mudar a cada mês, de acordo com a situação da geração de energia no momento.

Na bandeira verde não há acréscimo na fatura de energia. Na amarela, o valor acrescido será de R$0,015 por kw/h consumido e, na vermelha, que funciona com dois patamares, há o acréscimo de R$0,030 no patamar 1 ou de R$ 0,045 no patamar 2.


Nenhum comentário:

Postar um comentário