Facebook

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Prefeito de Taiobeiras suspende cobrança de iluminação pública na zona rural

Após protestos, Danilo Mendes trocou ofício na Cemig e a cobrança está suspensa
Depois de gigantesca pressão popular, especialmente na Câmara de Vereadores e na Imprensa, o prefeito de Taiobeiras, Danilo Mendes (PSDB), resolveu trocar o ofício enviado no último dia 26 de outubro para o Gerente de Relacionamento da Cemig, Carlos Augusto Filho. Ou seja: o prefeito substituiu o ofício, retirando a cobrança da Iluminação Pública nas residências da zona rural do município.

A modificação nas cobranças da iluminação pública foi aprovada pelos vereadores de Taiobeiras em maio de 2016, através de um projeto nebuloso, sem o mínimo de explicações e, mesmo alertados pela Imprensa, os então vereadores João Sena, Wilson Belém, Tim da Garagem, Vavá, Nem Pilão e Silvano da Lagoa aprovaram o Projeto de Lei, contra cinco votos dos vereadores da oposição.

Em nota, publicada nesta sexta (12), o prefeito Danilo alegou “não ter sido possível a exclusão da tabela de cobrança, visto que em 2016 era ano eleitoral”. Com o novo ofício enviado à Cemig, o prefeito Danilo suspende a esdrúxula cobrança por tempo indeterminado.

Agora, resta aos moradores da zona rural monitorar as faturas da Cemig e cobrar a devolução das cobranças indevidas, mesmo que seja juridicamente, já que eles vinham sendo lesados pela Prefeitura de Taiobeiras em conluio com a Cemig.

Um comentário:

  1. Fez mais que a obrigação dele. Onde é que moradores da zona rural usufrui de iluminação publica? É como diz o ministro do STF Roberto Barroso, referindo a reforma da previdência."Transfere renda dos pobres para os ricos"

    ResponderExcluir