Facebook

quinta-feira, 29 de junho de 2017

ONG denuncia “vantagens eventuais” na Prefeitura de Taiobeiras

ONG vem monitorando as contas públicas de Taiobeiras
A ONG Taiobeiras Sem Corrupção – Tascor protocolou denuncia na Polícia Federal e no Ministério Público para que seja investigada a prática explícita de corrupção em Taiobeiras. Conforme a ONG, o vídeo encaminhado aos órgãos investigativos, extraídos do Portal da Transparência, relata que funcionários públicos, nomeados em cargos de confianças, estariam recebendo “vantagens indevidas” dos cofres públicos. Os valores pagos são exorbitantes e, se confirmados, pressupõem super salários.

Na denúncia, a Tascor cita o exemplo do Gerente do Gabinete do Prefeito, Evandro de Araújo Teixeira, que, em setembro de 2016, período de Campanha Eleitoral, recebeu uma “vantagem eventual” no valor de R$ 31.228,91 (Trinta e um mil, duzentos e vinte e oito reais e noventa e um centavos). Até então, o salário de Evandro era R$ 3.898,20 e suas vantagens eventuais eram de apenas R$ 1.559,28. Em dezembro de 2016, Evandro voltou a receber R$ 6.930,13 de vantagens eventuais.

Na denúncia, a Tascor lembra que a característica dos cargos em comissão é de livre nomeação, por isso tem caráter precário e transitório, não possuindo, portanto, direito ao pagamento das verbas rescisórias. A ONG também apurou que os mesmos servidores que usufruíram das tais “vantagens eventuais” foram exonerados em 31 de dezembro de 2016, quando receberam vultuosos valores, e com a virada do ano, eles foram reconduzidos aos cargos.

Estranhamente, alguns servidores receberam pagamentos de valores referentes ao mês de fevereiro de 2017, mesmo tendo as suas matrículas encerradas em 31 de dezembro de 2016. Isso também foi apontado pela ONG nas denúncias.

Também nas denúncias, a Tascor pede ao Ministério Público e a Polícia Federal que sejam “instaurados procedimentos investigatórios, em caráter sigiloso, para apuração das supostas quantias exorbitantes atribuídas aos diversos servidores comissionados da Prefeitura Municipal de Taiobeiras”.

Até então, ninguém da Prefeitura de Taiobeiras manifestou sobre o assunto, mas, nos bastidores, a reportagem apurou que o prefeito Danilo Mendes alega que os pagamentos aos cargos de confiança são referentes às férias. No entanto, a ONG, que vem monitorando o Portal da Transparência, denuncia que as informações no site vêm sendo alteradas.

A Polícia Federal recebeu a denúncia e vários suspeitos já estão sendo intimados a prestar depoimentos em Montes Claros.

6 comentários:

  1. Tem muitas pessoas puxa saco que falam deixa o homem trabalhar, pois até hoje o homem não tirou o pé do chão , o prefeitinho ruim , a nossa cidade está cada dia pior , o dinheiro que sumiu é porque tem que pagar as cesta básico que comprou os votos vai vendo !!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Muito bacana ver o trabalho dessa ONG, mas se não for feito tudo certo nada vai acontecer. A reportagem fala de suspeita de desvio de verbas públicas municipais com pagamento indevido de servidores comissionados, mas indica que foi feito denúncia para um Delegado da Polícia Federal? Gente, pelo amor de deus, alguém orienta a assessoria jurídica da ONG que a competência da Justiça Federal é somente quanto a verbas de origem da União, verbas de origem municipal ou estadual é só na Justiça Federal e as denúncias devem ser encaminhadas para o Tribunal de Contas do Estado de Minas e para o Ministério Público de Minas. Se for olhar pelo portal transparência, é fácil achar indícios de desvio de verbas federais, principalmente quanto as licitações da cidade que, aparentemente, estão sendo fraudadas para direcionar os vencedores, pois, se observarmos bem, são sempre os mesmos. Deve-se pedir que o TCU venha fazer uma auditoria in loco nas licitações que usam verba da União, tenho certeza que encontrarão alguma coisa. Tem várias outras coisas como, por exemplo, os processos seletivos em desacordo coma lei e que impedem a realização de concurso na cidade há mais de 10 anos, deve-se denunciar ao TCE quanto a isso e com certeza Taiobeiras será condenada a realizar um concurso não só para a prefeitura, mas para a Câmara que também está infestada de apadrinhados de toda forma. Ao jornalista, passo a mensagem que não só divulgue as notícias, mas que haja também. Procure os advogados da ONG e indiquem esse texto e assim ver o que eles podem fazer, já que essa é sua finalidade principal, assim, Taiobeiras efetivamente ganhará com isso. Mas tudo tem de ser de maneira correta, porque lá na frente não pode haver arrependimento de ter perdido uma boa chance de se fazer justiça na cidade por causa de deficiência técnica dos advogados da instituição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Noooosa arrasou isso msm...e muito.mais...mas nao posso falar mas torço para que a justiça seja feita

      Excluir
  4. Só está precisando provas mas desde a época do ex prefeito Dernaval que os mesmos "funcionários " vem ficando cada dia mais ricos toda a cidade sabe quem são.....E os que mandam na prefeitura a ta são os mesmos....

    ResponderExcluir
  5. Esse anonimo acima sabe mesmo.heim, gostei e assino embaixo do que ele disse.aplausos....

    ResponderExcluir