Facebook

terça-feira, 18 de julho de 2017

Polícia caça assaltantes que explodiram agências em Grão Mogol

Agência ficou completamente destruída
Depois de 42 dias, a quadrilha que vem explodindo bancos em várias cidades da região retornou à Grão Mogol, e mais uma vez impôs o terror na cidade histórica. O novo ataque ocorreu na madrugada desta terça (18/07), dessa vez nas agências do Bradesco e Correios, que ficam distante cerca de 200 metros. No último dia 07 de junho, o alvo tinha sido a agência do Banco do Brasil, que permanece fechada e sem previsão para voltar a funcionar.

De acordo com a Polícia Militar, pelo menos cinco homens são procurados na região. Três deles estariam com armas longas e deram vários tiros para o alto. A situação motivou acionamento de reforço de militares de Montes Claros. A suspeita é que os bandidos tenham evadido por uma estrada vicinal sentido à Josenópolis e Padre Carvalho.

O local está isolado para os trabalhos da perícia e o valor roubado ainda não foi revelado. Militares de várias cidades, incluindo Montes Claros, fazem rastreamentos na região.

Como sempre, a quadrilha estava fortemente armada e vários disparos foram efetuados com intuito de intimidar a população. O bando que está atacando as cidades da região foi apelidado de “Novo Cangaço”, pois é ousado e destemido. 
Reforço policial de várias cidades estão em Grão Mogol

3 comentários:

  1. Sempre assim, depois que eles explodem e aterrorizam toda uma população vem o "reforço policial" quando os caras já estão se preparando pra atacar outra cidade a polícia está em outra. Cadê o serviço de inteligência das polícias? Cadê os agentes que atuaram em Mato Verde, vem nos socorrer e meter bala de fuzil nesses cangaceiros. E agora eles aprenderam a usar reféns como escudos humanos. Prejudicando ainda mais a ação das polícias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa madrugada foi a agencia do Bradesco em Cordeiros . A mesma quadrilha com certeza

      Excluir