Acusados de explodir agência em Rio Pardo estão sendo julgados

Audiência é realizada sob forte aparato policial

Estão sendo realizadas nesta sexta (17/07), no Fórum de Rio Pardo de Minas, as audiências com os acusados de explodirem a agência do Banco do Brasil na cidade, crime ocorrido na madrugada do dia 08 de fevereiro, quando a quadrilha com 15 integrantes fortemente armados explodiram os caixas eletrônicos para roubar todo o dinheiro, cerca de 200 mil.

A agência ficou totalmente danificada e até hoje não voltou a funcionar integralmente.

A audiência está sendo realizada sob forte aparato policial, já que a quadrilha é considerada de alta periculosidade.

As investigações apontam que o empresário de Taiobeiras, Waldir Augustus Camargos, de 49 anos, seria um dos mentores da quadrilha. No motel de sua propriedade os policiais apreenderam armamento de guerra, coletes balísticos e vários explosivos. Além de Waldir, outros sete integrantes do bando foram presos.

Comentários

  1. Pegaram quantos anos de detenção, cada um?
    Todo julgamento poderia ser rápido, assim como foi esse.

    ResponderExcluir
  2. Pegaram quantos anos de cana?
    Waldir Augustus Camargos pegou quantos anos de detenção em regime fechado?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais lidas da Semana

Acidentes com mortes na região

PM prende mais um assaltante de banco

Vítima de acidente em Salinas morre no hospital