Aécio Neves e os apoios velados

Campanha para deputado federal é feita no boca a boca 

O combalido senador Aécio Neves (PSDB), que precisa da reeleição para manter o foro privilegiado, está apostando suas fichas nos prefeitos tucanos para avalancar sua campanha. Para isso, ele aposta suas fichas no projeto de lei que cria incentivo para instalação de empreendimentos nos municípios com baixos indicadores sociais e de renda fora da área Sudene. Se aprovado, o projeto reduzirá em 75% do imposto de renda sobre o lucro para empresas. O benefício fiscal vale a partir de 2020. Esse projeto amenizaria a derrota de um outro projeto que previa a inclusão dos municípios do semiárido na Área Mineira da Sudene.

Na luta pelos votos e pelo foro privilegiado, o senador Aécio Neves lançou a sua candidatura a deputado federal pelo PSDB em Teófilo Otoni no último 25 de agosto. Poucas pessoas compareceram à fazenda do ato político e o fato virou notícia nacional. Nos bastidores, corre a informação de que Aécio ligou para ex-prefeitos da região e cobrou apoio na campanha, que deve ser feita de forma velada, já que poucos têm a coragem de se expor diante dos eleitores.

Sem pompas e sem o antigo prestígio, resta ao senador contar com o apoio velado dos ex-prefeitos, principalmente os que ganharam cargos renumerados no governo tucano após terminarem os mandatos. Alguns ex-prefeitos já estão ligando, em surdina, para pedir votos aos correligionários. Detalhe: sem campanha pública, sem adesivos e sem barulho. A ordem é: vai lá e vota caladinho!

Comentários

Mais lidas da Semana

Dois meses depois de sair da cadeia, homem é preso

Gustavo Lima fará show em Taiobeiras

Prefeitos defendem pequenos municípios em Brasília