Diante de caos financeiro, prefeitos planejam protestos

A ideia inicial é bloquear a BR-251, fechar as prefeituras e paralisar mais serviços. Foto: Wesley Lima

Nesta terça (06/11), sete prefeitos da microrregião Alto Rio Pardo (São João do Paraíso, Taiobeiras, Rio Pardo de Minas, Novorizonte, Ninheira, Indaiabira e Montezuma) estiveram reunidos em São João do Paraíso com o presidente da Amams, Marcelo Felix, prefeito de Januária, para debater providências a serem tomadas contra os bloqueios de repasses obrigatórios para as prefeituras de todo o estado de Minas Gerais, que já somam R$ 9,5 bilhões.

Com a falta de repasses, a situação financeira das prefeituras no Alto Rio Pardo e todo o Norte de Minas beira o caos, por isso os prefeitos estão mobilizando uma série de protestos e, provavelmente, até mesmo o fechamento das prefeituras. “A situação está insustentável, principalmente na questão do FUNDEF, cujos recursos estão sendo retidos pelo Governo de Minas e consequentemente os professores estão sem receber há dois meses”, lamenta a prefeita Mônica, de São João do Paraíso, que tem R$ 6,5 milhões retidos pelo Governo Pimentel.

Em Indaiabira, o prefeito Zé de Maurina reclama que o governo já reteve R$ 4 milhões de repasses obrigatórios, já em Taiobeiras e Rio Pardo de Minas, a situação é ainda pior, pois as retenções somam R$ 12 milhões em cada prefeitura. “Não tenho o que fazer mais. A folha de pagamento dos servidores é de R$ 2 milhões todo mês, e o dinheiro que vinha para fazer o pagamento está retido”, disse o prefeito Marcus Vinicius, que reclamou ainda do inchaço na folha oriundo das desnecessárias efetivações políticas feitas nas gestões anteriores.

Como a situação de calamidade financeira é geral, e chegou ao ponto de nenhum prefeito conseguir esconder a crise mais, ficou decidido que na próxima segunda (12/11) todos os prefeitos estarão presentes na Amams, em Montes Claros, para deliberar sobre os protestos de grande impacto que serão feitos, tudo indica que a BR-251 será fechada, assim como todas as prefeituras do Norte de Minas, Vale Jequitinhonha e Mucuri.

Comentários

Mais lidas da Semana

Prefeitos decidem reduzir ano letivo, fechar prefeituras e cancelar convênios

Megaoperação desmantela quadrilha de assalto a banco

PM mata suspeito em confronto