Região tem municípios irregulares no SIOPE

Nove cidades da região estão com pendências no sistema e podem perder recursos em 2019

O Norte de Minas tem 50 municípios que correm risco de ficar sem receber os recursos federais na área educacional, pois deixaram de enviar bimestralmente as informações de investimentos em educação ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) nos últimos quatro bimestres. Seis remessas de informações devem ser obrigatoriamente transmitidas por meio do Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope) ao FNDE.

O Tribunal de Contas de Minas Gerais informa que em consulta realizada no portal eletrônico do Siope no dia 19 de novembro, somente 36 dos 86 municípios do Norte de Minas cumpriram essa obrigação.

No Alto Rio Pardo, até nesta segunda (26), conforme o site do Siope, apenas sete municípios estão regulares: Águas Vermelhas, Curral de Dentro,  Montezuma, Rio Pardo de Minas, Rubelita, Salinas, Santa Cruz de Salinas e Santo Antônio do Retiro, que mandaram as informações dos 4 bimestres. Já Santa Cruz de Salinas é a única da região que já mandou os relatórios de 5 bimestres.

Os municípios que não transmitiram as informações ao FNDE deixam de receber recursos de convênios com órgãos federais. De acordo com a página eletrônica do FNDE destinada ao preenchimento Sistema Siope, o ente que não transmitir as informações tem seu nome registrado no Cadastro Único de Convênios, operacionalizado pela Secretaria do Tesouro Nacional.

No Alto Rio Pardo, quatro cidades ainda não entregaram as informações de investimentos de nenhum bimestre: Taiobeiras, Ninheira, Berizal e Vargem Grande do Rio Pardo. Outras quatro cidades entregaram as informações de três bimestres e estão com pendências do quarto: Divisa Alegre, Fruta de Leite, Indaiabira e Novorizonte. Já São João do Paraíso entregou as informações de investimentos de apenas dois bimestres.

O Siope é administrado pelo (FNDE) e foi instituído para coleta, processamento, disseminação e acesso público às informações referentes aos orçamentos de Educação da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Confira a situação da sua cidade no link.

Comentários

Mais lidas da Semana

Dois meses depois de sair da cadeia, homem é preso

Gustavo Lima fará show em Taiobeiras

Prefeitos defendem pequenos municípios em Brasília