Seis pessoas de Rio Pardo de Minas morreram em acidente na BR-251

Vítimas estavam em um veículo Dobló da Prefeitura
EXCLUSIVO

O Jornal Folha Regional acaba de apurar que seis pessoas de Rio Pardo de Minas morreram no trágico acidente ocorrido na manhã desta segunda (16/07) na “Serra de Francisco Sá”, na BR-251.

Haviam sete pessoas no veículo modelo Dobló, que se deslocavam para Montes Claros em busca de tratamentos de saúde. Dos sete passageiros, apenas o Sargento da Polícia Militar, Rafael Pedro Santana, escapou com vida, mas teve 90% do corpo queimado e está na Santa Casa de Montes Claros respirando por aparelhos. Ele acompanhava a sua mãe Maria Francisca, que ia fazer tratamento oncológico e morreu no local do acidente.

A reportagem apurou, extraoficialmente, os nomes das outras vítimas fatais relacionadas para a viagem na Dobló, que seriam: Celina Ribeiro de Lima, encaminhada para hemodiálise, que estava com acompanhante, mas a reportagem conseguiu identificar apenas como Nely. A paciente Suely Gonçalves dos Santos, também buscava tratamento de hemodiálise; Outro paciente, Juscelino Marques, iria consultar com neurocirurgião. E conforme apurado, o veículo era conduzido pelo motorista identificado por Fábio.

Para a confirmação oficial, ainda é preciso aguardar os resultados dos exames, pois os corpos ficaram irreconhecíveis.

A prefeitura de Rio Pardo destinou dois secretários para o local do acidente na intenção de ajudar nos procedimentos. Também foi disponibilizado veículos para as famílias das vítimas deslocar até Montes Claros.

No IML de Montes Claros, a informação repassada por Dr. Delson para o Jornal Folha Regional é de que todos os corpos foram carbonizados e o reconhecimento só será possível por meio de exames de DNA, que, geralmente, demora, em média, 30 dias para concluir o resultado.

Comentários

Postar um comentário

Mais lidas da Semana

PM realiza operação “Stop Preventivo”

Retiro estreia com vitória na Copa Folha Regional

Chuva de gols na abertura da Copa Folha Regional