Facebook

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Programa incentiva crianças e adolescentes a serem doadores de sangue

Iniciativa da Fundação Hemominas tem como objetivo estimular a doação de sangue consciente e voluntária
Sangue é um bem precioso. Por essa razão, na Fundação Hemominas, diversas estratégias são desenvolvidas para envolver o maior número de pessoas e atender à demanda por sangue nos hospitais. Uma delas, por exemplo, é o programa “Doador do Futuro”, que trabalha a importância da doação desde cedo, com ações educativas para crianças e jovens nas escolas – públicas e privadas.

Além das palestras e vídeos educativos, a estratégia mobiliza os estudantes para a realização de trabalhos escolares, assim como para visitas aos Hemocentros. Nessas oportunidades, as crianças e jovens aprendem e conferem de perto, no laboratório, o funcionamento do processo que vai da doação até a filtragem do sangue coletado.

Salvando vidas – A Fundação Hemominas aponta que o crescimento populacional, o aumento da expectativa de vida, bem como a complexidade dos tratamentos médicos e a expansão da rede hospitalar são fatores que contribuem para o grande número de transfusões. Daí a importância de manter o trabalho para ampliar o quadro de doadores que, hoje, segundo Heloisa Gontijo, reúne 40% de jovens na faixa etária dos 18 aos 29 anos.

Saiba como doar – Para doar sangue, o candidato deve ter entre 16 e 69 anos e peso acima dos 50Kg. Ele também precisa estar em condições plenas de saúde, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24h e estar alimentado.

Na oportunidade, o candidato deve apresentar documento original oficial com foto, filiação e assinatura. São retirados aproximadamente 450 ml de sangue, em poucos minutos, volume que, além de não fazer falta ao doador, contribui para salvar até quatro vidas.

Para mais informações, acesse o site: www.hemominas.mg.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário