Facebook

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

PM da Bahia encara assaltantes de bancos. Um bandido e dois PM’s foram mortos. A caçada continua

Suspeito Tiago foi fuzilado pelo Bope
Na madrugada dessa segunda (23/01), uma quadrilha de assaltantes, com cerca de 20 homens fortemente armados, invadiu a cidade de Bom Jesus da Lapa com a intenção de explodir as agências do Banco do Brasil e Bradesco. Como sempre, eles efetuaram muitos disparos pelas ruas e ainda fecharam as quatro entradas da cidade.

Durante o ataque, os bandidos estouraram transformadores de energia e deixaram Bom Jesus da Lapa no escuro. A polícia baiana reagiu rapidamente e a cidade foi transformada em uma praça de guerra.

Acuados, os bandidos desistiram de explodir as agências e evadiram. Ao sair da cidade, eles atravessaram um caminhão na ponte sobre o rio São Francisco e explodiram duas caminhonetes. “A intenção foi dificultar a perseguição das viaturas”, disse Tenente Lucas Freire, da 38ª CIPM.

Soldados Gilberto e Everton foram executados pelos bandidos
No local conhecido como “Trevo da Chegada”, cerca de 15 bandidos depararam com uma guarnição da PM. Houve intensa troca de tiros. O soldado José Cardoso foi baleado, enquanto que os soldados Gilberto Lemos Silva Júnior, de 28 anos, e Everton Oliveira de Santana, 26 anos, foram sequestrados e elevados como escudos humanos.

Em outro confronto, os bandidos trocaram tiros com uma guarnição do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), que fazia rondas na região. Um dos criminosos, identificado por Tiago da Silva, foi morto. Ele estava com um fuzil e colete à prova de balas (foto), os demais seguiram em fuga. Logo depois, os policiais encontraram dois carros usados pelos bandidos: uma Hillux branca e um Toyota SW4 branco, que continha explosivos, armas e munições.

Bandidos incendiaram duas caminhonetes
Ao amanhecer dessa segunda, surgiu a informação, confirmada pela Secretaria de Segurança Pública, de que os soldados levados como reféns foram executados pelos bandidos. Os corpos foram encontrados no bairro Salinas.


A caçada aos bandidos foi intensificada em todo o Oeste da Bahia, para isso a operação vem sendo executada por equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), além das Companhias Independentes de Policiamento Especializado (Cipe), Cerrado e Semiárido. Há, ainda, o apoio das aeronaves do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer).

A suspeita é de que seja a mesma quadrilha que vem atacando diversas agências do Norte de Minas, especialmente na microrregião Alto Rio Pardo. 
Grupos especiais foram acionados e estão na caçada à quadrilha

6 comentários:

  1. Por isso q parei de ver filmes de ação!já estamos convivendo realmente com cenas semelhantes a dos filmes,espero q a policia e o bem vença no final "Deus é mais"

    ResponderExcluir
  2. Daqui a pouco vem os direitos humanos e dizem que a família do bandido merece receber indenização enquanto os policiais mortos eim direitos humanos vcs não estão nem ai onde vcs estão nessas horas será que vale mais defender um bandido ou um policial???....Força e honra aos PMs

    ResponderExcluir
  3. Finalmente a polícia bahiana reagiu, porque a mineira....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! A PM e PC de Minas está deixando a desejar quanto a repressão ao crime organizado.

      Excluir
  4. Mas a de Pernambuco é que é paulera.

    ResponderExcluir
  5. Preocupante a violência que vem aumentando em nossa região. Esses bandidos estão fortemente armados, preparados e não importam com a vida de ninguém. Providências precisam ser tomadas, alguém vai reclamar o corpo do bandido morto, a polícia deve ficar atenta pra parar essa onda de terror.

    ResponderExcluir