Facebook

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

PM da Bahia mata mais um assaltante que atacou na Lapa

Edson, de 37 anos, teria reagido quando foi abordado pela Polícia do Caatinga
Um dos assaltantes que atacou a cidade de Bom Jesus da Lapa na madrugada do último dia 23 foi morto a tiros no lugarejo Ilha de Assunção, município de Cabrobó, sertão de Pernambuco, divisa com a Bahia. O suspeito Edson Carlos Clementino dos Santos, de 37 anos, teria reagido a uma abordagem da Polícia da Caatinga e foi fuzilado. A operação contou com o apoio Bope, Grupamento Aéreo da Bahia e das forças de segurança de Pernambuco.

A nota da Secretaria de Segurança Pública da Bahia diz que, após ser abordado, Edson atirou contra as guarnições e na troca de tiros foi baleado e morreu. Também em nota, o Coronel Lázaro, comandante da PM baiana, informou que outros dois homens que acompanhavam Edson também morreram na troca de tiros, mas os corpos ainda não foram identificados e não está comprovada a participação de ambos no ataque à Bom Jesus da Lapa.


10 comentários:

  1. Manda essa equipe de policia para Taiobeiras, estamos precisando.

    ResponderExcluir
  2. Bahia é Bahia, lá não se aceita afronta.

    ResponderExcluir
  3. Parabens à pm baiana e todos envolvidos na ação, são de policiais assim que nosso Brasil precisa.

    ResponderExcluir
  4. Sera uma boa solucao aqui em taio parabens pela ideia kkkkkk

    ResponderExcluir
  5. foram buscar em cabrobo no pernambuco
    http://www.bahianoticias.com.br/noticia/202252-lapa-seis-suspeitos-de-envolvimento-com-morte-de-policiais-sao-mortos-em-cabrobo.html?f

    ResponderExcluir
  6. só contabilizando são 11 mortos e a caçada continua...

    ResponderExcluir
  7. Interessante que a nota da PM da BA parece ser copia e cola kkkkkkk: foram mortos após reagirem com troca de tiros...kkkk aiai viu...corporativismo sinônimo de vingança.

    ResponderExcluir
  8. Como trazer essa policia para minas?

    ResponderExcluir
  9. O problema de Minas não é a polícia e sim a justiça e o ministério público que sempre trabalham na contra mão punindo severamente os policiais por qualquer motivo. Por isó a bandidagem em minas segue avante enquanto a polícia recua.

    ResponderExcluir