Indicação Geográfica da Cachaça de Salinas é apresentada como modelo em Maceió

Palestra de Eilton Santiago abordou as vantagens de ter o Selo na cachaça salinense
Foi realizado na cidade de Maceió, capital de Alagoas, um Seminário de Desenvolvimento Econômico para debater as perspectivas locais, e o presidente da Câmara Municipal de Salinas e da Apacs (Associação dos Produtores de Cachaça Artesanal de Salinas), vereador Eilton Santiago, foi convidado para apresentar uma palestra sobre “Associativismo e Cooperativismo”, ilustrando formas de vencer barreiras para o desenvolvimento regional.

O Seminário, promovido pela Prefeitura Municipal de Maceió, discutiu ferramentas que possam auxiliar no processo de dinamização da economia, por meio de ações de inclusão produtiva e social para geração de trabalho e renda. Por isso, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Maceió e o Sebrae convidaram Eilton Santiago para expor as suas experiências políticas e operacionais para conseguir o Selo de Indicação Geográfica da cachaça de Salinas, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e que agregou imensurável valor à bebida produzida em Salinas, além de proteger das falsificações e gerar visibilidade nacional e internacional.

Os gestores públicos de Maceió ficaram encantados com o trabalho desenvolvido em Salinas e querem levar a nossa experiência para os produtos deles. Na minha palestra, mostrei a eles como desenvolvemos o cooperativismo e como conseguimos projetar as nossas marcas no mercado”, informou Eilton Santiago, dono da Cachaça Canarinha. “Fiquei honrado de participar do evento, pois ficou demonstrado que Salinas é exemplo até mesmo para os grandes centros”, finalizou Eilton.

Comentários

Mais lidas da Semana

Mulher comemora 119 anos em Salinas

Nova lei proíbe divulgação de nomes e fotos de pessoas presas

Ex-Guarda Mirim de Salinas é o “campeão’ do vestibular da Unimontes