Município de Salinas faz 137 anos

Por Roberto Santiago
Em 18 de dezembro de 2017, Salinas fez 137 anos de existência como município. A data é histórica e digna de registro.

O município foi criado pela Lei Provincial nº 2.725, de 18 de dezembro de 1880, assinada pelo vice-presidente da província de Minas Gerais, Cônego Joaquim José de Sant'Anna, na então capital Ouro Preto, cujo imenso território foi desmembrado da Vila de Rio Pardo. Nesta data vivia-se o Brasil imperial de D. Pedro II.

Trata-se da mais importante data da história de Salinas que vem desde 1790, no final do século XVIII, quando chegaram os pioneiros e iniciaram o primeiro núcleo urbano para exploração de sal gema, produto muito precioso na época.

Infelizmente, data tão importante vem sendo ignorada pelas autoridades e pelo povo salinense. Equivocadamente o município comemora como sendo sua data oficial o dia 4 de outubro de 1887 (feriado municipal) em razão da Lei Provincial nº. 3.485. Não se questiona a importância desta data, pois esta foi somente o reconhecimento da vila de Santo Antônio de  Salinas como cidade. Nesta data, o município já existia, inclusive com instalação de sua 1ª. Câmara Municipal no dia 18 de janeiro de 1883.

Como povoado, Salinas surgiu por volta de 1790, no final do século XVIII, ainda no período colonial lusitano. Considerando-se o período de surgimento do povoado, Salinas tem hoje 226 anos de história e, inacreditável, quase ninguém se dá conta disso, principalmente as autoridades constituídas. De 1790 a 1833 foi povoado e integrava o Termo de Minas Novas do Fanado (atual município de Minas Novas). De 1833 a 1880, foi distrito de Rio Pardo de Minas. De 1880 até os dias atuais como município.

Salinas possui quatro datas importantes na sua história dignas de registro: 1790 (surgimento do povoado), 1880 (criação do município), 1883 (instalação da 1ª. Câmara Municipal) e 1887 (vila elevada a cidade). Somente a última é comemorada oficialmente.

Assim, a data oficial do município de Salinas deveria ser 18 de dezembro de 1880, ou, na pior hipótese, 18 de janeiro de 1883, data de instalação da 1ª Câmara Municipal.

Algum vereador de Salinas com lucidez histórica deveria propor projeto de lei alterando a data oficial do município. É o mínimo que se faria aos antepassados salinenses que lutaram pela emancipação da Vila de Rio Pardo.

Do seio de Salinas foram criados vários municípios ao longo de sua história: Pedra Azul (1911), Taiobeiras (1953), Águas Vermelhas (1962), Rubelita (1962), Fruta de Leite (1995), Novorizonte (1995) e Santa Cruz de Salinas (1995).

Figura como principal economia da microrregião de Salinas composta por dezessete municípios. A epopeia do povo salinense é digna de registro. Lembrar o passado salinense é dar o devido valor aos seus antepassados que tanto contribuíram para a Salinas de hoje ser o que é no cenário nacional, inclusive com o título invejável de Capital Mundial da Cachaça de Alambique.

Abaixo texto original da Lei nº. 2.725, de 18 de dezembro de 1880, que criou o município de Santo Antônio de Salinas (em 1923 o município passou a se chamar somente Salinas - Lei Estadual nº. 843, de 7 de setembro de 1923.
Foto de Salinas na década de 30

Comentários

  1. Reportagem importante, história desvalorizada por muitos, e certo que isso é devido falta de informações e considerações importantes à se manter e relembrar ano pos ano, para assim não esquecer.
    Parabéns pela ação tanto do jornal como escritor dessa reportagem.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais lidas da Semana

Acidentes com mortes na região

PM prende mais um assaltante de banco

Vítima de acidente em Salinas morre no hospital