Facebook

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Abatedouro continua abandonado em Taiobeiras

Administração gastou mais de R$ 1 milhão em uma obra de péssima qualidade

Desde o mandato do ex-prefeito Denerval Germano que a construção de um Abatedouro Municipal se encontra abandonada na comunidade de Lagoa Dourada, zona rural de Taiobeiras. Já foram destinados mais de R$ 1 milhão de reais para a obra, que está se deteriorando com o abandono.

O desperdício de dinheiro público no abatedouro é sofrível, enquanto isso, o gado permanece sendo abatido em matagais e currais, gerando sérios riscos para a saúde pública. O projeto prevê abates de animais de médio e grande porte, com capacidade de 30 cabeças por dia.

A construção da obra foi uma exigência do Ministério Público, através de Termo de Ajustamento de Conduta - TAC, firmado em agosto de 2009. Na época, o promotor Wagner Noronha deu prazo até 1º de junho de 2010 para construir o abatedouro, dentro das normas sanitárias e ambientais. Pura balela. O município, como sempre, ignorou totalmente o TAC e o Ministério Público não teve a devida coragem para tomar as providências cabíveis. Uma vergonha sem precedentes para a instituição, que tem como dever constitucional preservar o erário público.

Em maio de 2014, o deputado estadual Arlen Santiago requereu uma audiência pública na Comissão de Saúde da Assembleia de Minas para debater o abandono da obra. O Requerimento foi aprovado, mas a audiência até então não aconteceu. "O abandono do matadouro coloca em risco a saúde da comunidade", afirmou o deputado na época.

No mesmo mês, o deputado estadual Paulo Guedes também denunciou as irregularidades na construção do abatedouro, inclusive postou vídeo na Internet fazendo contundentes críticas ao descaso com a obra pública. "O Abatedouro foi iniciado em 2005 e dado como concluído, mas está abandonado. E o pior: usaram materiais de segunda", denunciou Paulo Guedes.

Em 2012, o Governo de Minas repassou R$ 500 mil que seriam para a Prefeitura de Taiobeiras concluir a obra. Em 2013, primeiro ano de governo do prefeito Danilo, foi prestado contas da obra à Secretaria de Estado de Agricultura, ocasião em que Danilo atestou, no papel, a conclusão da obra.

Em junho de 2014, o prefeito Danilo Mendes chegou a publicar no site oficial da prefeitura uma nota afirmando que o Coordenador Regional do Instituto Mineiro de Agropecuária - IMA, Marco Túlio Pelaquim, teria feito uma visita técnica ao abatedouro e concedido autorização de funcionamento. Foi mais uma mentira da Administração. O abatedouro permanece jogado às traças.

4 comentários:

  1. A saúde pública tá em risco

    ResponderExcluir
  2. Obra subfaturada, ja mais tem mais de um milhão ai,todo esse dinheiro ai daria pra fazer uns 10 desse ai tudo de primeira.se fosse bem investido

    ResponderExcluir
  3. Vamos esquecer isso aí vocês esqueceu k moramos em Taiobeiras o povo quis acim então tem k ser pra falar mesmo tou kerendo e ver Valmir pra ver se eu consigo uma feira

    ResponderExcluir